Siga-nos

Mantenha-se atualizado com as notícias mais importantes

Ao clicar no botão Inscrever-se, você confirma que leu e concorda com nossos Política de Privacidade e Termos de Uso
Área do Aluno
Laudos Periciais Laudos Periciais
FONTE: FREEPIK AUT

Laudos Periciais

O laudo pericial é o relato do técnico ou especialista designado para avaliar determinada situação que está dentro de seus conhecimentos, ou seja aborda os resultados da investigação do especialista quanto as divergências entre as partes de determinada situação legal. É o meio de prova que o juiz utiliza para proferir sua sentença, no nosso sistema atual o juiz não necessariamente se restringe ao laudo, podendo utilizar do mesmo integral ou parcialmente para tomar sua decisão.
Nome Técnico: Execução de Inspeção Técnica + Elaboração de Relatório Técnico Pericial + Emissão da ART

Referência: 742

Ministramos Cursos e Treinamentos; Realizamos Traduções e Interpretações em Idioma Técnico: Português, Inglês, Espanhol, Mandarim, Alemão, Hindi, Japonês, Árabe e outros consultar

Relatório Técnico Pericial 
laudo pericial é o relato do técnico ou especialista designado para avaliar determinada situação que está dentro de seus conhecimentos, ou seja aborda os resultados da investigação do especialista quanto as divergências entre as partes de determinada situação legal.
É o meio de prova que o juiz utiliza para proferir sua sentença, no nosso sistema atual o juiz não necessariamente se restringe ao laudo, podendo utilizar do mesmo integral ou parcialmente para tomar sua decisão.

Carga horária: Pré-Requisitos: Alfabetização OU Nível Técnico

Escopo Normativo

Relatório Técnico Pericial

Apresentação dos Anexos;
Arbitramento e Argumentação;
Avaliação e Certificação;
Clareza e Concisão;
Data e assinatura e Documentos e livros examinados;
Espécie de perícia a que se refere o laudo;
Exame e Exatidão;
Firma ou estabelecimento comercial, atividades, etc;
Identificação do perito, folha dos autos onde consta sua nomeação;
Indagação e Investigação;
Metodologia adotada e Objetividade;
Pessoas que assistiram à diligência;
Avaliação qualitativa;
Avaliação quantitativa;
Tagueamento de Máquinas e Equipamentos;
RETROFIT – Processo de Modernização;
Manutenções pontuais ou cíclicas.

Disposições Finais:
Registro fotográfico;
Registro das Evidências;
Conclusão do PLH;
Proposta de melhorias corretivas;
Emissão da A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica) e/ou C.R.T. (Certificação de Responsabilidade Técnica).
Resposta aos quesitos;
Rigor tecnológico;
Visão do conjunto;
Vistoria.

Relatório Técnico Pericial

Referencias Normativas

Relatório Técnico Pericial

Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:

Lei nº 8.952 – Código de Processo Civil sobre o processo de conhecimento e o processo cautelar.
Lei nº 7.270 – Acrescenta Parágrafos ao art. 145, da Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 – Código de Processo Civil.;
Lei nº 8.455 – Altera dispositivos da Lei n° 5.869, de 11 de janeiro de 1973 – Código de Processo Civil, referentes à prova pericial.
ABNT NBR – 13752 Perícias de engenharia na construção civil;
Protocolo  – Guidelines American Heart Association;

ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso;
Outras Normas Técnicas Aplicáveis
Nota: Este Serviço atende exclusivamente as exigências da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT); quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.

Relatório Técnico Pericial

Validade

Relatório Técnico Pericial

Validade das Inspeções: ANUAL exceto se ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, finalidades, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de nova Inspeção;
c) mudança de empresa;
d) troca de máquina ou equipamento.
Será emitido Documento Técnico por Profissionais Legalmente Habilitados Perito e Engenheiro de Segurança do Trabalho com ART;
Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente e demais equipamentos são analógicos.

Relatório Técnico Pericial

Complementos

Relatório Técnico Pericial

Cabe a Contratante fornecer quando for o caso:
Fornecer os meios, Projetos arquitetônicos em AutoCad ou PDF;
Projeto Arquitetônico da Empresa que efetuará ou efetuou a instalação e contato com os mesmos.
Lista de todos os equipamentos elétricos e eletrônicos contidos nas áreas com marca, potência modelo, tipo e temperatura;
Se tiver inflamáveis e/ou combustíveis armazenados com mais 200 litros no total torna-se obrigatório fazer o Prontuário da NR-20.
Demais documentos e procedimentos necessários previstos antes ou depois da  Inspeção técnica.

NÃO estão inclusos no Escopo do Serviço:
1. Elaboração de Projeto de Arquitetônico;*
2. Elaboração de Projeto de Instalação;*
3. Elaboração do Memorial de Cálculo*
4. Elaboração de Memorial de Cálculo de Suporte;*
5. Elaboração de Manual de Instrução Técnica Operacional e de Manutenção;*
* (Consultar valor)

Plano de Inspeção e Manutenção do Equipamento é obrigatório conforme previsto na NR 12.

Entenda a relação entre Preço e Valor:
Executar uma tarefa tão estratégica como precificar um Serviço exige conhecimento sobre o mundo dos negócios.
Dois conceitos fundamentais para entender como precificar são as definições de Preço e Valor.
Valor é um conceito qualitativo, e está ligado ao potencial transformador daquele conteúdo.
Um curso tem mais valor quando ele agrega mais conhecimentos ao público-alvo. 
Preço é uma consequência do valor.
Por ser um conceito essencialmente quantitativo, ele é responsável por “traduzir” o valor em um número.
Portanto, quanto maior é o valor agregado ao conteúdo, maior será o preço justo.

Relatório Técnico Pericial

Saiba Mais

Saiba Mais: Relatório Técnico Pericial:

Laudos Periciais são o parecer técnico resultante do trabalho realizado pelo Perito
De forma escrita são redigidos pelo próprio Perito, mesmo quando existem Assistentes Técnicos.
Deve examinar e emitir a opinião, a tarefa deve ser realizada em conjunto, e os trabalhos devem ser resolvidos tecnicamente sem margem para opinião pessoal.
O laudo pericial é uma forma de prova, cuja produção exige conhecimentos técnicos e científicos, e que se destina a estabelecer, na medida do possível, uma certeza a respeito de determinados fatos e de seus efeitos.
O Perito fala somente sobre os efeitos técnicos e científicos.
O Juiz declara os efeitos jurídicos desses fatos referidos pelo perito e das conclusões deste.
O Perito esclarece os efeitos de fato.
O Juiz fixa os efeitos de direito.
O Perito deve ter o cuidado de descrever e documentar, da forma mais objetiva possível, os fatos com base nos quais pretende desenvolver sua argumentação e, afinal expor suas conclusões.
A função do perito guarda muita semelhança coma própria função do Juiz.
O Perito examina fatos e emite um julgamento baseado em seu livre convencimento, respeitado, porém o princípio da racionalidade e da prevalência da argumentação técnica e científica. O objetivo do trabalho pericial é afastar as dúvidas existentes sobre determinados fatos e sobre as suas consequências práticas.
O Perito não emite um julgamento ou parecer jurídico, mas seu trabalho deve levar em consideração os efeitos jurídicos que a prova pericial se destina produzir.
O laudo pericial é uma peça do processo, que deverá ser interpretada e avaliada pelo Juiz ou Tribunal, como qualquer outro instrumento de prova e de convencimento.
É preciso que todos possam compreendê-lo.
Seu texto deve ser claro, preciso e inteligível.
O bom profissional não escreve de forma que só outros experts o entendam. É importante distribuir adequadamente o trabalho.
Inicia apresentando as partes e a Perícia realizada.
Prossegue com o enunciado e o exame das questões principais. Responde aos quesitos formulados pelas partes.
Conclui ressaltando aspectos importantes.
Em anexo devem ser lançados os dados empregados, os documentos consultados, fotografias e outros elementos de interesse não relacionados no corpo do Laudo.
Após a entrega do Laudo, o Juiz intima as partes para tomarem conhecimento do mesmo.
Há um prazo para que se manifestem.
As partes podem concordar com o Laudo ou discordar, contestar, solicitar esclarecimentos, formular quesitos adicionais ou mesmo impugnar o Laudo e pedir a realização de nova perícia.
A complementação de perícia busca responder ou resolver as dúvidas remanescentes.
A resposta a quesitos adicionais ou suplementares geralmente exige a carga dos autos e novo exame da causa, pelo intervalo de tempo que decorre entre a entrega do Laudo e a intimação para a complementação.
O Perito pode ser convocado para prestar esclarecimentos em audiência, verbalmente.
As partes devem indicar com antecedência os quesitos a serem respondidos.
Não o fazendo, na audiência, o Perito pode alegar a complexidade da questão e solicitar prazo para respondê-los.
Além disto, quando o trabalho adicional é significativo, exigindo tempo, dedicação e despesas extras, o Perito pode solicitar os honorários correspondentes.

Relatório Técnico Pericial: Consulte-nos.