Siga-nos

Mantenha-se atualizado com as notícias mais importantes

Ao clicar no botão Inscrever-se, você confirma que leu e concorda com nossos Política de Privacidade e Termos de Uso
Área do Aluno
Laudo Sistemas Ventilação Laudo Sistemas Ventilação
F: Adobe Stock - romaset

Laudo de Sistemas de Ventilação

O objetivo do Relatório Técnico é verificar as condições de uso e conformidade do Sistema de Ventilação. Podem ser utilizadas estratégias diferentes de ventilação. A escolha geralmente,é guiada por considerações de segurança perante incêndios; a utilização do sistema em condições normais de operação é adaptada para satisfazer esses requisitos. O processo de projeto o sistema de ventilação inclui o cálculo da capacidade minima aceitável de sistema que respeita ao impulso e/ou caudais, o projeto da rede de ventilação e a escolha dos equipamentos de ventilação adequados.
Nome Técnico: Elaboração de Relatório Técnico de Sistemas de Ventilação

Referência: 103856

Ministramos Cursos e Treinamentos; Realizamos Traduções e Interpretações em Idioma Técnico: Português, Inglês, Espanhol, Mandarim, Alemão, Hindi, Japonês, Árabe e outros consultar

Laudo de Sistemas de Ventilação
O objetivo do Relatório Técnico é verificar as condições de uso e conformidade do Sistema de Ventilação.
Podem ser utilizadas estratégias diferentes  de ventilação. A escolha geralmente,é guiada  por considerações de segurança perante incêndios; a utilização do sistema em condições normais de operação é adaptada para satisfazer esses requisitos.
O processo de projeto o  sistema de ventilação inclui o cálculo da capacidade minima aceitável de sistema que respeita ao impulso e/ou caudais, o projeto da rede de ventilação e a escolha dos equipamentos de ventilação adequados.

O que é um Sistema de Ventilação?
Sistema que garante o fornecimento de ar ou remoção de ar de um espaço com a finalidade de controlar níveis de contaminação do ar, umidade ou temperatura dentro do espaço.
A presença de outros equipamentos ou instalações, saídas de emergência, por exemplo, também deve ser tida em conta. A ventilação natural pode ser suficiente nalguns casos, mas a ventilação mecânica é frequentemente necessária em túneis com mais de algumas centenas de metros de extensão.
Os mesmos fatores determinam os requisitos para ventilação em situações de emergência, especialmente em caso de incêndio.

Carga horária: Pré-Requisitos: Alfabetização OU Nível Técnico

Escopo Normativo

Laudo de Sistemas de Ventilação

Análise dos Dutos de Ventilação;
Acoplamento de Ventiladores;
Verificação das Saídas de Ar;
Tipos de Capacitores;
Atmosferas Explosivas;
Mecânica dos fluídos;
Exaustão Central;
Vibrações;
Verificação de Fonte de Alimentação;
Circulação de ar em Dutos e velocidade do ar;
Tópicos Importantes: Umidade, Acústica, Casos de Aplicação;
Elementos de Prevenção e Proteção contra Incêndio;
Compensação de Ar Exaurido;
Verificação de Desempenho em Ventiladores Torre;

Verificação dos Componentes do Sistema;
Análise de Voltagem;
Segurança na Parada Emergencial;
Análise de Eficiência do Equipamento;
Avaliação qualitativa;
Avaliação quantitativa;
Tagueamento de Máquinas e Equipamentos;
RETROFIT – Processo de Modernização;
Manutenções pontuais ou cíclicas.

Verificações quando for pertinentes:
Manual de Instrução de Operação da Máquina ou Equipamento;
Plano de Inspeção e Manutenção da Máquina ou Equipamento seguindo a NR 12;
Relatório Técnico com ART da Máquina ou Equipamento conforme NR 12;
Teste de Carga (com ART) conforme NR 12;
END (Ensaios Não Destrutivos) conforme NR 12;
APR (Análise Preliminar de Risco);

Disposições Finais:
Registro fotográfico;
Registro das Evidências;
Conclusão do PLH;
Proposta de melhorias corretivas;
Emissão da A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica) e/ou C.R.T. (Certificação de Responsabilidade Técnica).

Laudo de Sistemas de Ventilação

Referencias Normativas

Laudo de Sistemas de Ventilação

Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:

NR – 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade;

NR – 23 – Proteção Contra Incêndios;
ABNT NBR 14679 – Sistemas de condicionamento de ar e ventilação — Execução de serviços de higienização;
ABNT NBR 13971 – Sistemas de refrigeração, condicionamento de ar, ventilação e aquecimento — Manutenção programada;
Protocolo – Guidelines American Heart Association;
ISO 10015 – Gestão da qualidade – Diretrizes para treinamento;
ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso;
Outras Normas Técnicas Aplicáveis
Nota: Este Serviço atende exclusivamente as exigências da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT); quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.

Laudo de Sistemas de Ventilação

Validade

Laudo de Sistemas de Ventilação

Validade das Inspeções: ANUAL exceto se ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, finalidades, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de nova Inspeção;
c) mudança de empresa;
d) troca de máquina ou equipamento.
Será emitido Documento Técnico por Profissionais Legalmente Habilitados Perito e Engenheiro de Segurança do Trabalho com ART;

Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente e demais equipamentos são analógicos.

Laudo de Sistemas de Ventilação

Complementos

Laudo de Sistemas de Ventilação

Cabe a Contratante fornecer quando for o caso:
Fornecer os meios, Projetos arquitetônicos em AutoCad ou PDF;
Projeto Arquitetônico da Empresa que efetuará ou efetuou a instalação e contato com os mesmos.
Lista de todos os equipamentos elétricos e eletrônicos contidos nas áreas com marca, potência modelo, tipo e temperatura;
Se tiver inflamáveis e/ou combustíveis armazenados com mais 200 litros no total torna-se obrigatório fazer o Prontuário da NR-20.
Demais documentos e procedimentos necessários previstos antes ou depois da  Inspeção técnica.

NÃO estão inclusos no Escopo do Serviço:
1. Elaboração de Projeto de Arquitetônico;*
2. Elaboração de Projeto de Instalação;*
3. Elaboração do Memorial de Cálculo*
4. Elaboração de Memorial de Cálculo de Suporte;*
5. Elaboração de Manual de Instrução Técnica Operacional e de Manutenção;*
* (Consultar valor)

Entenda a relação entre Preço e Valor:
Executar uma tarefa tão estratégica como precificar um Serviço exige conhecimento sobre o mundo dos negócios.
Dois conceitos fundamentais para entender como precificar são as definições de Preço e Valor.
Valor é um conceito qualitativo, e está ligado ao potencial transformador daquele conteúdo.
Um curso tem mais valor quando ele agrega mais conhecimentos ao público-alvo.
Preço é uma consequência do valor.
Por ser um conceito essencialmente quantitativo, ele é responsável por “traduzir” o valor em um número.
Portanto, quanto maior é o valor agregado ao conteúdo, maior será o preço justo.

Laudo de Sistemas de Ventilação

Saiba Mais

Saiba Mais: Laudo de Sistemas de Ventilação:

O objetivo principal do estudo da ventilação industrial, em conformidade com colocação inicial, é identificar técnicas de controle das correntes de ar a serem introduzidas ou retiradas de um recinto afim de mantê-lo salubre, com o mínimo de perdas de energia.
Existe uma diferença fundamental entre manter o bem estar em uma repartição pública (somente escritórios) e uma instalação industrial. Numa instalação industrial a ventilação do ambiente, têm por finalidade o controle das concentrações de contaminantes e poluentes das condições térmicas e, na maioria dos casos, ambas.
A ventilação neste caso pode consistir em passar simplesmente uma corrente de ar exterior, supostamente não contaminada, ou melhor, não poluída, pelo interior do recinto diminuindo assim a concentração do poluente, ou contaminante, a uma taxa aceitável pelo organismo humano. Este ar contaminado, ou poluído a uma taxa permitida pelos órgãos controladores do meio ambiente, pode então ser novamente retornado ao exterior, onde novamente o contaminante, ou o poluente será disperso a menor taxa. Acontece que a operação contínua deste processo irá gradualmente aumentando a taxa de concentração destes poluentes na atmosfera, tornando-a nociva à vida animal e vegetal.
Características Da Ventilação Industrial
A simples renovação de ar em um recinto não significa que este tornar-se-á salubre. É necessário que o ar seja distribuído de tal forma que a taxa de contaminante seja a mesma em todos os pontos. O conhecimento da forma como o ar externo, por intermédio da turbulência, mistura-se com o ar interno é de fundamental importância no projeto do sistema de ventilação. 

Contaminantes, sua origem, dosagens
Na ventilação comercial o objetivo principal é a eliminação de fumo, odores e calor; na ventilação industrial o objetivo é o controle da concentração de vários  contaminantes, tais como pó, fumaça, fuligem, vapores, gases e outras impurezas químicas, bem como remoção de calor industrial. Contaminantes, em geral, são substâncias indesejáveis no ambiente. Seus efeitos podem ser tóxicos, quando inalado pelo ser humano, ou podem causar prejuízos a outros processos industriais, como poeira em instalações de pintura, etc..

Fatores de toxidez
Ao expor um indivíduo a uma concentração excessiva de certo contaminante no ar, este pode sofrer envenenamento brusco ou gradual, tornando-se crônico. Outros contaminantes podem não apresentar sintomas de envenenamento, porém eles em geral tornam-se inconvenientes provocando alergias e irritações, o que os torna, de qualquer forma indesejáveis. A possibilidade de envenenamento por alimentos contaminados, quando manuseados pelos operários é de periculosidade baixa. Quando ocorre, o contaminante pode simplesmente atravessar todo o sistema digestivo e não atingir nenhum órgão vital. Porém no caso de inalação, o contaminante vai direto aos pulmões que por oxigenação o leva diretamente a corrente sanguínea, que percorre todos os órgãos vitais, sendo portanto inevitável o envenenamento.
Fonte: ABNT NBR 14679

Laudo de Sistemas de Ventilação: Consulte-nos.