Siga-nos

Mantenha-se atualizado com as notícias mais importantes

Ao clicar no botão Inscrever-se, você confirma que leu e concorda com nossos Política de Privacidade e Termos de Uso
Área do Aluno
Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque
f: maintenancewijzer

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque O laudo de Vibrações Mecânicas e Choque tem, como principal objetivo, atestar que as vibrações causadas no ambiente de trabalho não ultrapassem o limite considerado saudável para o trabalhador, afim de evitar lesões causadas no trabalho.
Nome Técnico: Elaboração Do Relatório Técnico de Vibrações Mecânicas e Choque NBR 13753 + Emissão de ART

Referência: 21510

Ministramos Cursos e Treinamentos; Realizamos Traduções e Versões em Idioma Técnico: Português, Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Mandarim, Alemão, Russo, Sueco, Holandês, Hindi, Japonês e outros consultar

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque
O laudo de Vibrações Mecânicas e Choque tem, como principal objetivo, atestar que as vibrações causadas no ambiente de trabalho não ultrapassem o limite considerado saudável para o trabalhador, afim de evitar lesões causadas no trabalho.

O que são Vibrações Mecânicas?
As vibrações mecânicas podem ser definidas como uma série de abalos causados com frequência por uma máquina ou objeto, trazendo possíveis danos à saúde do trabalhador ou de pessoas que fiquem expostas a esta por um tempo considerável.

Tipos de Vibração:
Vibrações livres;
Vibração determinística;
Vibrações amortecidas;
Vibrações não amortecidas;
Vibração linear;
Vibração aleatória;
Vibração forçada;
Vibração não linear.

Carga horária: Pré-Requisitos: Alfabetização OU Nível Técnico

Escopo Normativo

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Escopo dos Serviços:
Inspeções e verificações quando pertinentes a ser avaliadas pela nossa Equipe multidisciplinar:
Equipamentos de Medição;
Transdutores de aceleração e pré-amplificadores;
Montagem do transdutor;
Amostra e ensaio e massa m;
Equipamento de medição;
Montagem de máquina;
Condições de medição;
Transdutor de vibrações;
O vibrador pode ser excitado com um sinal aleatório de banda larga;
Determinação de impedância do Material ZM;
Transdutores de aceleração e pré-amplificadores;
Procedimento de medição;
Avaliação dos resultados;
Instrumentos de medição;
Pontos de medidas;
Determinação da transmissibilidade T;
Condições operacionais;
Generalidades;
Classificação de acordo com o tipo de máquinas e potência desenvolvida;
Classificação de acordo com a flexibilidade do suporte dos mancais;
avaliação da severidade de vibração em máquinas rotativas;
Magnitude da vibração;
Variação na magnitude de vibração;
Avaliação da Análise espectral do sinal de vibração;
Limites operacionais;
Alarme;
Ajuste de alarme;
Desarme;
Pontos de medição recomendados para máquinas verticais;
Critério de aceitação;
Pontos de medição recomendados;
Posições e direções de medição;
Análise Qualitativa e quantitativa.
Fonte: NBR 13753.

Verificações quando for pertinentes:
Manual de Instrução de Operação da Máquina ou Equipamento;
Plano de Inspeção e Manutenção da Máquina ou Equipamento seguindo a NR 12;
Relatório Técnico com ART da Máquina ou Equipamento conforme NR 12;
Teste de Carga (com ART) conforme NR 12;
END (Ensaios Não Destrutivos) conforme NR 12;
APR (Análise Preliminar de Risco);

Disposições Finais:
Caderno, Registro fotográfico e Registros de Avaliação;
Registro das Evidências;
Identificação dos Profissionais (Engenheiros e Peritos);
Conclusão do PLH;
Proposta de melhorias corretivas;
Quando Aplicável: Certificado de Calibração;
Emissão da A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica) e/ou C.R.T. (Certificação de Responsabilidade Técnica).

É facultado à  nossa Equipe Multidisciplinar a inserção de normas, leis, decretos ou parâmetros técnicos que julgarem aplicáveis, sendo relacionados ou não ao escopo de serviço negociado, ficando a Contratante responsável por efetuar os devidos atendimentos no que dispõem as legislações, conforme estabelecido nas mesmas.

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Referencias Normativas

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Referências Normativas (Fontes) aos dispositivos aplicáveis, suas atualizações e substituições até a presente data:
NR 01 – Disposições Gerais e Gerenciamento de Riscos Ocupacionais;
NR 09 – Avaliação e Controle das Exposições Ocupacionais a Agentes Físicos, Químicos e Biológicos;
NR 15 – Atividades e Operações Insalubres; 
ABNT ISO/TR 25398 – Máquinas rodoviárias – Diretrizes para avaliação da exposição à vibração transmitida ao corpo humano por máquinas que transportam o operador – Utilização de dados harmonizados medidos por institutos internacionais, organizações e fabricantes;
ABNT NBR 10082 – Ensaio não destrutivo — Análise de vibrações — Avaliação da vibração mecânica de máquinas com velocidades de operação de 600 r/min a 5.000 r/min;
ABNT NBR 14783 – Veículos rodoviários automotores – sistema da embreagem – Avaliação da trepidação;
ABNT NBR ISO 13753 – Vibrações mecânicas e choque – Vibração no sistema mão-braço – Método para medição da transmissibilidade da vibração em materiais resilientes sob preensão pelo sistema mão-braço.
NBR ISO 13850 – Segurança de Máquinas – Função de parada de emergência – Princípios para projeto;
ABNT NBR ISO 14121-2 – Segurança de máquinas – Apreciação de riscos;
ABNT NBR 14277 – Instalações e equipamentos para treinamento de combate a incêndio – Requisitos;
ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso;
Target Normas;
Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT;
Outras Normas Técnicas Aplicáveis
Nota: Este Serviço atende exclusivamente as exigências da MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Validade

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Validade das Inspeções: ANUAL exceto se ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, finalidades, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de nova Inspeção;
c) mudança de empresa;
d) troca de máquina ou equipamento.
Será emitido Documento Técnico por Profissionais Legalmente Habilitados Perito e Engenheiro de Segurança do Trabalho com ART;
Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente e demais equipamentos são analógicos.

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Complementos

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Cabe a Contratante fornecer quando for o caso:
Fornecer os meios, Projetos arquitetônicos em Arquivo DWG ou PDF;
Projeto Arquitetônico da Empresa que efetuará ou efetuou a instalação e contato com os mesmos.
Lista de todos os equipamentos elétricos e eletrônicos contidos nas áreas com marca, potência modelo, tipo e temperatura;
Demais documentos e procedimentos necessários previstos antes ou depois da  Inspeção técnica.

NÃO estão inclusos no Escopo do Serviço:
1. Elaboração de Projeto de Arquitetônico;*
2. Elaboração de Projeto de Instalação;*
3. Elaboração do Memorial de Cálculo*
4. Elaboração de Memorial de Cálculo de Suporte;*
5. Elaboração de Manual de Instrução Técnica Operacional e de Manutenção;*
* (Consultar valor)

A justificativa da relação Preço e Valor:
A precificação de qualquer serviço exige expertise relacionada ao mundo dos negócios e o conceito de Valor é qualitativo, diretamente ligado ao potencial de transformação existente naquele conteúdo. O serviço tem mais valor quando tem conhecimento e segredos profissionais agregados e o preço é uma variável consequente do valor, cujo objetivo é transmiti-lo em números. Assim, quanto maior for o valor agregado ao conteúdo, maior será o seu preço justo. Portanto, não autorizamos a utilização de nossas Propostas como contraprova de fechamento com terceiros de menor preço, ou de interesse secundário, Qualidade, Segurança, Eficiência e Excelência, em todos os sentidos, são os nossos valores.

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

Saiba Mais

Saiba Mais: Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque

15.1 São consideradas atividades ou operações insalubres as que se desenvolvem:
15.1.1 Acima dos limites de tolerância previstos nos Anexos n.º 1, 2, 3, 5, 11 e 12;
15.1.2 (Revogado pela Portaria MTE n.º 3.751/1990);
15.1.3 Nas atividades mencionadas nos Anexos n.º 6, 13 e 14;
15.1.4 Comprovadas através de laudo de inspeção do local de trabalho, constantes dos Anexos n.º 7, 8, 9 e 10;
15.2 O exercício de trabalho em condições de insalubridade, de acordo com os subitens do item anterior, assegura ao trabalhador a percepção de adicional, incidente sobre o salário mínimo da região, equivalente a:
15.2.1 40% (quarenta por cento), para insalubridade de grau máximo;
15.2.2 20% (vinte por cento), para insalubridade de grau médio;
15.2.3 10% (dez por cento), para insalubridade de grau mínimo;
15.3 No caso de incidência de mais de um fator de insalubridade, será apenas considerado o de grau mais elevado, para efeito de acréscimo salarial, sendo vedada a percepção cumulativa;
15.4 A eliminação ou neutralização da insalubridade determinará a cessação do pagamento do adicional respectivo;
15.4.1 A eliminação ou neutralização da insalubridade deverá ocorrer:
a) com a utilização de equipamento de proteção individual;
15.4.1.1 Cabe  à  autoridade  regional  competente  em  matéria  de  segurança  e  saúde  do  trabalhador,  comprovada  a insalubridade por laudo técnico de engenheiro de segurança do trabalho ou médico do trabalho, devidamente habilitado, fixar
adicional devido aos empregados expostos à insalubridade quando impraticável sua eliminação ou neutralização;

15.4.1.2 A eliminação ou neutralização da insalubridade ficará caracterizada através de avaliação pericial por órgão competente, que comprove a inexistência de risco à saúde do trabalhador;
15.5 É facultado às empresas e aos sindicatos das categorias profissionais interessadas requererem ao Ministério do Trabalho, através das DRTs, a realização de perícia em estabelecimento ou setor deste, com o
objetivo de caracterizar e classificar ou determinar atividade insalubre;
15.5.1 Nas perícias requeridas às Delegacias Regionais do Trabalho, desde que comprovada a insalubridade, o perito do Ministério do Trabalho indicará o adicional devido;
15.6 O perito descreverá no laudo a técnica e a aparelhagem utilizadas;

15.7 O disposto no item 15.5. não prejudica a ação fiscalizadora do MTb nem a realização ex-officio da perícia, quando solicitado pela Justiça, nas localidades onde não houver  perito;
Fonte: NR 15.

Laudo de Vibrações Mecânicas e Choque: Consulte-nos.